skyline_poster_2010_04

Critica: Skyline

Compartilhe com os amigos:

Provando que os melhores efeitos não são tudo em Hollywood

Durante muito tempo se deu o debate sobre Avatar te sido apenas efeito e uma história fraca. Refutei veementemente essas críticas e pela primeira vez venho com provas factuais de quão errôneas foram essas alegações. Boa parte da equipe da WETA, responsável pelos efeitos gráficos dos bichinhos azuis, trabalhou em Skyline – A Invasão. O resultado é um gráfico realista, belíssimo e super bem tratado, talvez um dos melhores efeitos computadorizados desde o próprio Avatar, mas provam apenas que isso, isolado de todo o resto, de nada vale.slyline-critica

A história do filme conta simplesmente de um grupo de jovens que prospera e em época de festas em Los Angeles, acaba por se ver no meio de uma invasão alienígena misteriosa que extermina bilhões de pessoas ao redor do mundo. Em meio ao caos, os jovens tentam sobreviver e superar seus dilemas pessoais.

Na verdade, essa sinopse fraca é até uma foçada de barra para estender a profundidade do filme, que nem chega a tanto. Os irmãos Colin e Greg Strause assinam uma direção bem marromenos de um roteiro podríssimo escrito por Joshua Cordes e Liam O’Donnell. Vale lembrar, que os irmãos Strausse assinaram alguns dos efeitos visuais mais fodáximos dos últimos 5 anos em seu currículo, mas diretorialmente assinaram apenas o fiasco Aliens vs. Predador 2. Isso já diz tudo que preciso. Mesmo assim, não pecam em seus efeitos, sua área de domínio, mas pecam em todo o resto, da história, a ritmicidade do filme, a truques baratos de câmera e o fato de desprezarem as partes que talvez fossem as únicas que salvassem o filme, os dilemas pessoais, editando a coisa toda em um pacote enfadonho de 1 hora e pouco de película.

skyline

O filme basicamente não tem elenco, visto que os alienígenas em forma de máquinas orgânicas são melhores atores que todo o elenco junto. A única que talvez pudesse quem sabe um dia atuar seria Scottie Thompson no papel de Elaine, mas mesmo assim os diálogos não colaboram. Tem também participação de David Zayas que sempre faz ponta como bandido em filme de ação de quinta, vide Mercenários, e a gostosa Crystal Reed, que entra muda e sai calada. Um fiasco total de elenco.

Imaginei que com uma premissa tão boa e um trailer tão isntigante – com milhares de pessoas sendo sugadas para a morte por naves alienígenas – o filme tinha suas chances. É a grande chance de explorar o horror do extermínio e extinção. Mas, sem roteiro, sem elenco e direção pobre, o filme se baseou totalmente nos efeitos. Por eles, realmente vale dois pontos inteiros. É um dos melhores portifólios gráficos que os irmãos Strausse poderiam ter criado para si, com um pequeno detalhe… Eles não precisam de currículo como artistas de CGI, já são consagrados. Eles precisavam era de uma estréia diretorial decente e isso foi ainda pior que seu trabalho anterior. Sim, em questão de história, Skyline consegue ser pior que Aliens vs Predador 2, algo que já diz o que pretendo com a crítica do roteiro. Um filme tão vazio, serve para mostrar que sucessos como o de Avatar não se resumem apenas a uma boa equipe de efeitos como alguns haviam afirmado, mas uma mistura de fatores fundamentais e fodáximos que Skyline não chegou perto em seus sonhos mais insanos.

Não recomendo por nada nesse mundo, apenas um dia em um canal HD da TV a cabo e olhe lá. Para aproveitar os efeitos bem aproveitados. Fora isso, fiquem longe do filme. Dica do Mestre.

Você pode ler mais sobre o filme também aqui.

Compartilhe com os amigos:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *